Carrefour anuncia plano para otimizar uso de imóveis

13/05/2014 - Monacelli

O Carrefour anunciou nesta segunda-feira dois projetos em São Paulo para otimizar o uso de seus imóveis, dentro de um plano de expansão no Brasil que prevê o lançamento de empreendimentos multiuso.

A companhia fechou uma parceria com a Odebrecht Realizações Imobiliárias para o desenvolvimento de um projeto imobiliários na Marginal Pinheiros, importante via da capital paulista, onde abriu a primeira loja do Carrefour no país, em 1975.

Além de um novo hipermercado Carrefour, o terreno de 60 mil metros quadrados ganhará “outros produtos imobiliários”, disse o Carrefour, acrescentando que o espaço é “um dos últimos lotes disponíveis para desenvolvimento em uma área nobre de São Paulo”.

A rede de varejo também anunciou a remodelação de um edifício no bairro paulistano Jardim Paulista, em projeto que inclui um shopping center que será totalmente integrado a um novo hipermercado Carrefour.

“Serão cerca de 15 mil metros quadrados de área bruta locável, com 60 lojas em diversos segmentos, bem como importantes lojas-âncora”, afirmou o Carrefour, acrescentando que dará início ao cronograma de obras após a aprovação dos projetos pelos órgãos responsáveis.

Segundo o vice-presidente da área imobiliária do grupo Carrefour no Brasil, Fernando Lunardini, a ideia é aproveitar áreas que a empresa já possui em locais estratégicos, onde opera lojas da rede.

“Através da nossa divisão Carrefour Property, que é responsável pela gestão das propriedades da empresa em vários países, temos expertise própria e um histórico comprovado de parcerias bem-sucedidas para gerar ainda mais valor aos nossos ativos imobiliários”, disse.

“Isso ocorre por meio do desenvolvimento de centros comerciais como shopping centers, área de compras e projetos de uso misto, o que torna nossos hipermercados e supermercados mais rentáveis”, acrescentou Lunardini.

Maior rival da empresa e líder do varejo no país, o Grupo Pão de Açúcar enveredou pelo mesmo caminho ao anunciar o lançamento de dois shoppings de vizinhança no ano passado, dando sequência à estratégia de otimizar o retorno sobre seu patrimônio aumentando as áreas de imóveis que podem ser alugadas a terceiros.

JHSF muda a estratégia e prioriza aluguéis

04/04/2014 - Monacelli

Foco da companhia passa a ser imóveis que geram renda, como shoppings, e não incorporação imobiliária.

A JHSF espera consolidar em 2014 a estratégia de redirecionamento do foco dos negócios da companhia.

“Estamos bastante animados que as partes da nossa estratégia vão se consolidar, com inaugurações importantes na área de “renda recorrente””, disse o diretor-presidente, José Auriemo Neto.

Auriemo também acrescentou que haverá mais clareza em relação ao desenvolvimento de dois grandes projetos. Um dele é o Reserva, fases 1 e 2, que envolve desenvolvimento de shoppings e estacionamento em terreno próximo ao shopping Cidade Jardim, na zona sul da capital paulista, com inauguração em 2015.  E outro, reforma de casas para fins comerciais no mesmo local, previsto para este ano ainda.

Outro grande projeto é o Aeroporto Executivo Catarina, em São Roque, São Paulo. A companhia já tem a licença ambiental de instalação da Cetesb, e deve inaugurar a primeira fase no final de 2015.

“Esse é o ano para mostrar com mais clareza o potencial desses empreendimentos”, completou o executivo.

Fonte: O Estado de SP

 

Preço do m² em 16 cidades sobe 10%, segundo a FipeZap

13/11/2013 - Monacelli

Os preços médios anunciados do metro quadrado de apartamentos prontos em 16 cidades brasileiras subiram 1,2% em setembro de 2013, para R$ 7.057, aponta nesta quinta-feira (3) o Índice FipeZap Ampliado. Com a variação, a mesma registrada em agosto, os preços acumulam alta de 12,7% nos últimos 12 meses. Em 2013 até setembro, foi registrada alta de 9,8%.

Tendência de desaceleração acumulada em 12 meses manteve-se tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro em setembro
No Rio de Janeiro foi registrada a menor variação mensal em cinco anos, de 0,8%. Mesmo com a desaceleração da alta, a preço médio na capital maneve-se o mais alto do país, em R$ 9.614. Em São Paulo os preços subiram 1,2% no mês, para R$ 7.539.

De acordo com a pesquisa, a tendência de desaceleração acumulada em 12 meses manteve-se tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro em setembro.

Na capital paulista, a alta em 12 meses caiu para 13,3%, ante 13,7% em agosto. No Rio, ficou em 14,9%, sobre 15,3% um mês antes.

No caso dos preços de aluguel na capital fluminense, os preços sofreram retração de 0,3%. A queda ocorre pela segunda vez consecutiva, após o recuo de 0,1% registrado em agosto.

Curitiba apresentou a maior elevação no mês ante o mês anterior, de 3,8%, Niterói (com alta de 0,2%), Rio de Janeiro, Brasília e Salvador (cada uma com alta de 0,8%), registraram os menores aumentos dos preços médios do metro quadrado.

Nos últimos 12 meses, os maiores aumentos foram registrados em Curitiba (32,3%) e Vitória (15,2%).

Vila Velha manteve-se com o menor preço do metro quadrado, de R$ 3.739, onde a alta acumulada em 12 meses foi de 11,9% e a mensal, de 1,1.

Segundo o levantamento, no bairro do Leblon, no Rio, o mais caro do país, os preços sofreram, em média, retração de R$ 124, voltando para R$ 22.084. “Isso significa que um apartamento de 80 metros quadrados naquele bairro ficou em média R$ 10.000 mais barato no último mês”, diz.

Em São Paulo, o preço mais caro segue, no bairro Vila Nova Conceição, subiu de R$ 13.233 o m² no mês anterior para R$ 13.430.

 

Fonte: Portal G1

Colômbia demanda serviços de construção de habitação e inovação tecnológica

04/11/2013 - Monacelli

Estudos recentes do governo da Colômbia concluíram que algumas das principais áreas para estimular o crescimento da economia do país estão na construção de habitação e em inovação tecnológica.
E é em busca dessas oportunidades que a AsBEA, com o constante proposito de pensar no futuro, em parceria da APEX-Brasil, dentro do projeto Built By Brazil,  organizou uma Missão Empresarial a Colômbia para prospecção de novos mercados em Bogotá e Medellín.
A missão constará de rodadas de negócios e visitas comerciais. Os profissionais e empresas colombianas terão, dos contatos com os arquitetos brasileiros, a oportunidade de conhecer os vencedores do Prêmio AsBEA 2012 e mais uma novidade da AsBEA –  a “Galeria da Arquitetura”.
O evento, na  SmartCity (Centro Internacional de Negócios e Exposição de Bogotá). A programação terá ainda Tours pelas cidades e eventos nos mais badalados restaurantes de Bogotá e Medellín.
Esta Missão foi uma ótima oportunidade para realizar parcerias e conhecer uma das cidades mais inovadoras do mundo.

Fonte: AsBEA

Imóveis mantém atração para investir

31/03/2013 - Monacelli

Especialistas do setor imobiliário compartilham uma máxima: em tempos de juros baixos, não há investimento melhor do que imóvel.

E agora, o período em que o juro básico da economia caiu para 7,25% ao ano, destinar recursos para o mercado imobiliário é uma das melhores alternativas para quem busca investimento com solidez e rentabilidade.

“Além da renda de locação comprar e revender patrimônio imobiliário também é um negócio interessante, mesmo com o preço mais alto em 2012, após explosão verificada a partir de 2008”, explica Cláudio Bernardes, presidente do Secovi, Sindicato da Habitação.

A valorização dos imóveis tem avançando a taxas expressíveis. Segundo o Fipe-ZAP, em janeiro de 2013, os preços haviam subido 15,4% em 12 meses em São Paulo e nada menos do que 80,8% em 36 meses. No Rio de Janeiro no mesmo período, o valor quase triplicou.

Para Bernardes não há como os preços voltarem a patamares mais baixos em médio prazo: “Quem investir agora, ainda terá boa rentabilidade.”, completa.

Fonte: Folha de S.Paulo

Arquitetura Brasil Built to Suit CNI Crescimento Economia Entrevista Galpões Governo Imóveis Investimento Locação Marcel Monacelli Marcel Monacelli Arquitetura Mercado Monacelli News Rio de Janeiro Setor imobiliário Shopping Shoppings São Paulo Transporte Valor Valor Econômico
  • @marcelmonacelli

  • Alguns Projetos

  • © 2011 MARCEL MONACELLI ARQUITETURA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.