Demanda por galpões segue firme e forte

01/08/2013 - Monacelli

Continua bem elevada a demanda por galpões para bens produzidos nacionalmente ou importados, e a tendência é que os preços de locação por m2 se mantenham estáveis, de acordo com o diretor de transações corporativas da EY (marca adotada recentemente pela Ernst & Young), Viktor Andrade.

Andrade disse esperar déficit no segmento de galpões pelos próximos três anos. Ainda assim, não há expectativa de alta nos valores de locação. Uma das razões para isso, segundo ele, é o limite de capacidade de pagamento por parte dos inquilinos.

Ao mesmo tempo, em função de taxas de juros atuais menores que as do passado, investidores que apostam no mercado de galpões estão dispostos a aceitar retornos menores, o que se reflete nos preços de aluguel fechados.

Conforme o representante da EY, mesmo com a piora da situação econômica do Brasil, não tem havido devolução de áreas de galpões por parte dos ocupantes. Segundo ele, na última década, os galpões têm ganhado qualidade em todo o país, com destaque para São Paulo e para o Rio de Janeiro.

No segmento de escritórios, o executivo disse que a oferta supera a demanda, neste ano, na região metropolitana de São Paulo, cenário esperado também para 2014.

“A oferta a partir de 2015 está sendo formada agora, com base no cenário atual”, disse. As condições atuais não estimulam o desenvolvimento de novos projetos. A partir de 2015, na avaliação de Andrade, terá início, portanto, a reversão da tendência, com demanda superior à oferta.

Os preços ofertados de venda e locação por m2 de escritórios na região metropolitana de São Paulo projetados pela EY para 2013 são superiores aos de 2012 em função da maior participação de empreendimentos de padrão triple A e localizados em regiões mais nobres.

Fonte: Valor Econômico

Grupo Pão de Açúcar investe milhões em shopping

05/07/2013 - Monacelli

O Grupo Pão de Açúcar está diversificando suas operações e deve inaugurar o primeiro shopping de seu portfólio, na cidade do Rio de Janeiro.

O empreendimento é de pequeno porte, e recebeu investimentos de cerca de 40 milhões de reais.

Serão 40 lojas e um supermercado da bandeira Pão de Açúcar, entre as redes de varejo, a Centauro, Alô Bebê e Pet Center Marginal devem abrir unidades no empreendimento.

O novo negócio pertence ao braço da varejista GPA Malls & Properties e foi batizado de Conviva.

“Ao se desfazer de uma área para a construção de prédios por permuta, você recebe uma receita de uma única vez. Quando abrimos shoppings, a empresa contabiliza aquele espaço sempre, a receita não se esgota.”, afirmou Alexandre Vasconcellos, diretor geral do Grupo.

Fonte: Valor Econômico

Infraestrutura será o vetor de crescimento do Brasil

21/05/2013 - Monacelli

A fatia que o banco destina ao setor mostra para onde aponta o crescimento das economias brasileira e latino-americana, de acordo com Alexandre Rosa, gerente de Infraestrutura e Meio Ambiente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Falando sobre o tema durante o 8º Encontro de Logística e Transportes, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Rosa disse haver um passivo no investimento latino-americano em infraestrutura que precisará e deverá ser sanado nas próximas décadas.

“Fizemos estudos e constatamos que os países da região, incluindo o Brasil, investem cerca de 3% do PIB em infraestrutura. Para competir com uma Coreia do Sul, por exemplo, a taxa teria que ser de 5%. Com a China, de 7%”, disse.

Avalia-se que quatro fatores principais levaram à incipiente taxa de investimento na região nas últimas duas décadas: visão desintegrada de transporte, falta de planejamento público, escassez de projetos privados e legislação inibidora de investimentos no setor.

Fonte: Valor Econômico

A absorção líquida de imóveis industriais de alto padrão foi de 62%, só na região Sudeste, aponta pesquisa.

18/01/2013 - Monacelli

O segmento de condomínios industriais de alto padrão no Brasil cresceu 20% só no 3º trimestre de 2012, em comparação com o 2º trimestre do mesmo ano. As informações são de um levantamento da Colliers International que avaliou que no 3º trimestre, a absorção líquida foi de uma expansão de 247.078m², mostrando que a demanda está aquecida em todo o País.

Segundo a Colliers, a região Sudeste apresentou a maior absorção líquida: 134.371 m², representando 62% do total do inventário nacional.

O preço médio pedido no aluguel, teve alta de 1% em relação ao 2º semestre de 2012, e foi de R$ 19,95/m² mensais, quando era de R$ 19,75/m².

Três das cinco regiões brasileiras tiveram aumento nos preços. O Norte lidera, com elevação de 8% no 3º trimestre: ficando em R$ 20. No Sul, de R$ 18,40 (alta de 6%). No Centro-Oeste, foi verificada uma média de preços de R$ 17 o m².

A média de R$ 15,10/m² no Nordeste e, no Sudeste: R$ 20,25/m² (queda de 2%). No início de 2012 a projeção era que durante o ano o mercado recebesse 2,1 milhões de m², mas recebeu somente 1,3 milhão de m².

Fonte: InfoMoney

Desembarca no Brasil, incorporadora dos EUA com plano de US$ 1 bi

02/03/2012 - Monacelli

 

Uma incorporadora americana anunciou sua chegada ao Brasil com uma meta bem ambiciosa, estar entre as maiores empresas do setor no prazo de 3 anos, e para isso irá investir US$ 1 bilhão.

A nova empresa inicia seus trabalhos por aqui com a estimativa de destinar US$ 120 milhões aos primeiros projetos, que devem ser lançados em cerca de 3 meses.

Com posicionamento nos padrões de renda médio e alto, a nova empresa ainda não formou um banco de terrenos e está negociando áreas para empreendimentos nos segmentos residencial, comercial (venda e locação), hoteleiro e projetos de desenvolvimento urbano.

A companhia será composta por brasileiros e esse é um dos argumentos da empresa de origem norte-americana que quer investir no país por meio de uma empresa nacional.

Embora não descarte operar em cidades carentes de terrenos como São Paulo e Rio de Janeiro, o comando da companhia está de olho na região Nordeste.

Mesmo tendo projetos isolados em outros países da América Latina, como México, Colômbia e Uruguai, o executivo ressaltou que o Brasil será “foco de atenção” do grupo agora.

Fonte: Folha.com

Arquitetura Brasil Built to Suit CNI Crescimento Economia Entrevista Galpões Governo Imóveis Investimento Locação Marcel Monacelli Marcel Monacelli Arquitetura Mercado Monacelli News Rio de Janeiro Setor imobiliário Shopping Shoppings São Paulo Transporte Valor Valor Econômico
  • @marcelmonacelli

  • Alguns Projetos

  • © 2011 MARCEL MONACELLI ARQUITETURA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.